//
you're reading...
Opinião, Política, Sociedade

A desigualdade social no Brasil e a política do cabresto


Não é necessário nenhum doutorado em filosofia, comportamento ou matemática para entender os resultados da última pesquisa Datafolha, que aponta uma melhora na aprovação do presidente Bolsonaro.

Obviamente esta melhora está atrelada a política dos R$ 600,00 mensais que estão sendo pagos para boa parte da população brasileira.

E os debates sobre o resultado desta pesquisa indicam o quanto estamos longe de entender os problemas básicos que afetam o país.

Muitos dizem, “Os brasileiros são burros e egoístas e não estão nem aí para as vítimas da pandemia, contanto que o governo continua lhes dando dinheiro” e é aqui que começa a falta de entendimento do problema.

Não discordo que falta mesmo educação para a imensa maioria da população (e sim, temos aqueles que possuem acesso a educação e informação, mas mesmo assim defendem este governo, devido a motivos muito menos honrados do que evitar a fome. Estes são burros mesmo, mas esta é uma outra estória).

Vamos fazer um esforço magnânimo e tentar nos colocar no lugar do outro, por apenas 5 minutos, que tal? Apenas para entender um pouco melhor o ponto de vista dos que dependem de R$ 600,00 (apenas seiscentos reais!!!) para passar o mês, comprar o básico e pagar contas…
Claro que estas pessoas estão dependentes do governo e neste momento é ele que lhes está estendendo a mão. Estas pessoas irão apoiá-lo, sem nenhuma dúvida.

Não é uma questão de egoísmo…Não temos ali (e se tiver, é exceção), alguém olhando para o próprio umbigo e rindo dos mais de cem mil mortos. O que temos é alguém passando necessidades básicas, ou na iminência de…Temos uma pessoa com medo.

Ah, mas dizem vários “o Bolsonaro é um dos piores presidentes que já tivemos e um ser humano desprezível…Ninguém deveria apoiá-lo“.

Concordo, mas quando tuas opções são apoiar um cretino ou passar fome…Bem, “Viva o maior cretino de todos!!!!”

Outro dizem “E ninguém pensa em 2022!!! Ficam dando suporte a um genocida“…Apenas reflita…O pessoal não sabe se irá ter comida na mesa daqui 1 semana…Como você quer que eles pensem nas consequências de seus atos em 2022???? Não vai rolar…

E o governo sabe disto. E faz populismo em cima deste fato. Assim como os governos anteriores também o fizeram. Todos buscam criar uma política de cabresto, para ter pessoas que dependem do governo e que não enxerguem alternativa além dele. E claro, fazem de tudo para que os dependentes do auxílio temam que o próximo governo tire esta “doação”, ou ninguém se lembra da propaganda do governo Dilma mencionando que se o Aécio ganhasse em 2014, ele tiraria o Bolsa Família, com a imagem no fundo de um prato de comida vazio?

Pois é…E assim caminhamos (ou ficamos parados, melhor dizendo).

E não existe solução fácil e rápida para um problema complexo.

O que precisamos é investir em educação, criar uma política de suporte aos desamparados fora do escopo governamental (renda universal, talvez?), acabar com a reeleição e parar de votar sempre nos mesmos…

Porque, escolher novamente entre Lula (ou algum poste) e Bolsonaro em 2022, definitivamente não dá.

Aí é burrice mesmo.


About Alexandre Cezar

A 40 years old Brazilian guy, married and happy. Looking to share ideas, discuss and improve them for who knows make this world a better one.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

August 2020
M T W T F S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Insira seu endereço de email para receber atualizações do Blog automaticamente por email.

Join 19 other followers

%d bloggers like this: