//
you're reading...
Opinião

Brigando por nossos direitos


Bom dia a todos,

 

Duas semanas atrás comprei alguns itens para minha casa e ontem após duas falhas consecutivas na entrega dos mesmos, resolvi ir até a loja fazer o cancelamento do pedido.

Como de praxe, o atendente solicitou a presença do gerente, que como sempre tentou me convencer a manter o pedido com as desculpas usuais.

“Nós buscamos a excelência no atendimento”, “Seu caso foge a regra”, “Nos dê mais uma chance”…etc

Claro que isto de nada adiantou e cancelei o pedido, mesmo sabendo que agora terei que procurar novamente aquilo que já havia adquirido. Mas por que fazer isto ao invés de “dar mais uma chance” a empresa?

Por que entendo que precisamos realmente fazer valer nossos direitos de consumidor e as empresas devem prestar um serviço adequado. Se elas falham em prestar este serviço e nós simplesmente “deixamos pra lá”, elas nunca irão melhorar.

Atualmente, todos estão extremamente focados em vender cada vez mais e diminuir custos a qualquer preço.

Mas eu pergunto. Se todos estão focados em vender, quem está focado em entregar aquilo que foi vendido?

Aqui no Brasil, o “pós venda” que engloba as áreas de entrega, suporte, manutenção, serviços, etc é encarado como custo e como tal deve ser reduzido para o menor patamar possível.

Isto é absurdo, afinal é o “pós-venda” que fideliza o cliente e o faz voltar a loja para novas compras e com certeza, fará o cliente indicá-la para outras pessoas. A área de vendas ou “pré-vendas” é capaz de realizar e encantar o cliente a primeira vez, apenas.

Claro que os empresários contam com a “passividade” do nosso povo para fazer as coisas acontecerem aos trancos e barrancos, nos brindando com serviços de má qualidade e profissionais sem a devida capacitação.

Lembre-se que quando você compra um eletrodoméstico, você está adquirindo também, toda a cadeia de serviços e não apenas aquele item.

E faça valer seus direitos.

Brigue por eles. Procure outra empresa e pague um pouco mais caro se for necessário. Para que você tenha menos dores de cabeça no final. E para que as nossas empresas comecem a se preocupar a nos prestar um serviço de qualidade.

Por que eles só entendem a linguagem do dinheiro. E claro, eles também falam linguagem da falta de dinheiro.

Advertisements

About Alexandre Cezar

A 39 years old Brazilian guy, married and happy. Looking to share ideas, discuss and improve them for who knows make this world a better one.

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

May 2010
M T W T F S S
« Apr   Jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Insira seu endereço de email para receber atualizações do Blog automaticamente por email.

Join 93 other followers

Advertisements
%d bloggers like this: